“Grande Magia” um livro para você aceitar sua criatividade

Camila Rech está entre as pessoas que mais me inspiram na Internet, designer que inclusive já entrevistei para o Instagram (confira aqui), por isso, quando ela indicou o livro “Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo” eu fiquei empolgada para ler também. Até já tinha comprado o livro antes, mas não tinha iniciado a leitura. Então, comecei, mas sem muita expectativa, para ser sincera nem sabia quem era a autora e até então não tinha lido nada dela. Porém, Elizabeth Gilbert conseguiu capturar minha atenção, não só enquanto lia, mas em todo o período com o livro… me via refletindo sobre as suas ideias sobre criatividade ao longo do dia. Quando terminei, vi o tanto de destaques que tinha feito na minha versão digital e soube que precisaria compartilhar um pouco do que aprendi com a obra, então, trouxe aqui alguns dos meus trechos favoritos.

1. “Você tem coragem de trazer à tona os tesouros que estão escondidos dentro de você?”

Essa frase veio de um diálogo com Jack Gilbert, uma história muito legal que a autora conta logo no início do livro e que me fez pensar muito sobre como eu tenho sido covarde. Muitas vezes eu deixo de escrever, por exemplo — que é uma grande paixão, por medo do resultado, do que as pessoas vão falar e até mesmo de expor demais as minhas relações… (inclusive meus medos estavam todos listados por ela em uma grande lista de medos que impedem as pessoas de levar uma vida mais criativa!). Enfim, deixo tudo guardado a ponto disso me consumir. Não é nenhuma grande lição prática sobre criatividade, mas me faz pensar que eu não quero deixar meus talentos escondidos para sempre, e você?

2. “A maioria das coisas já foi realizada — mas ainda não foram realizadas por você.

Quantas coisas você já deixou de criar, simplesmente porque você sabe que muitas pessoas já estão fazendo algo parecido? Eu mesma posso dizer várias. Inclusive este blog e o Instagram @gavetadefreelancer… “já tem tanta gente falando sobre coisas similares, pra que gastar energia nisso?” eu ficava pensando, mas aí entra em cena também a minha terapeuta que me disse o seguinte: “será que você não está gastando mais energia não criando o que gostaria, do que se tivesse de fato compartilhando suas ideias?”. Então, essas duas reflexões bateram forte em mim e agora tento cortar esse tipo de pensamento assim que ele aparece em minha mente.

3. Você não é um gênio, você tem um gênio!

Esse tópico é o que resume toda a essência do livro e o motivo dele chamar “Grande Magia”, basicamente a autora compartilha uma crença dos gregos e romanos que acreditavam na ideia de um daimon criativo: “uma espécie de elfo doméstico, por assim dizer, que vivia na casa das pessoas e às vezes ajudavam em seus trabalhos. Os romanos tinham um termo específico para esse prestativo elfo doméstico. Para eles, esse era o gênio de cada um.” Em outras palavras, não existe pessoas geniais, mas sim gênios da criatividade espalhados pelo universo que vêm ao nosso encontro com ideias e cabe a nós fazer a nossa parte, aceitar/ouvir essas ideias e colocá-las em prática. Eu amei isso, porque realmente tira o peso da gente buscar ser reconhecido por uma genialidade que talvez nem exista. Elizabeth Gilbert falou sobre isso também em sua palestra do TEDTalks, dá uma olhada:

4. Você atrai e espanta sua inspiração

Esse conceito do gênio também conecta muito com o que nós, criativos, adoramos chamar de inspiração. E Elizabeth Gilbert fala algumas coisas muito interessantes sobre isso também. Em um trecho ela diz: “todo dia há novas e maravilhosas ideias à procura de colaboradores humanos. Ideias de todos os tipos estão sempre galopando em nossa direção, sempre passando por nós, sempre tentando chamar nossa atenção. Mostre a elas que você está disponível.” Em determinado momento, ela inclusive fala sobre se arrumar e atrair a criatividade, conversar com o seu gênio, chamar sua atenção e mostrar que está fazendo sua parte. Vale a pena compartilhar também outra citação em que ela nos responsabiliza dizendo o seguinte: “Toda vez que reclama de como é difícil e cansativo ser criativo, a inspiração se afasta um pouco mais de você, ofendida.” Tá na hora da gente parar de espantar nossa parceira, não é mesmo? Aceite e crie um relacionamento amigável com a sua criatividade.

5. O que você ama fazer?

Pergunta atrativa, no entanto, essa não é a questão certa, mas sim “O que você ama fazer o suficiente para conseguir suportar os aspectos mais desagradáveis do trabalho?”. Esse é um pensamento de um escritor chamado Mark Manson que reflete sobre a romantização das profissões. Quantas vezes a gente já ouviu que devemos fazer o que a gente ama, e que se fizermos isso não será trabalho? Algo que nos deixa enlouquecidos quando chegamos no ponto de finalmente conseguir trabalhar com aquilo que amamos e perceber que ainda é trabalho, entende? Por isso essa pergunta me deixou muito mais aliviada, porque de fato, hoje eu amo meu trabalho suficiente para suportar as partes chatas. E buscar e aceitar isso é muito mais tranquilo do que ficar nessa eterna jornada de encontrar algo que seja completamente perfeito e incrível o tempo todo. 

No livro tem muito mais que isso, obviamente, foi até difícil selecionar o que compartilhar e não fazer desse post um cópia resumida. Eu adorei a leitura, é um livro de autoajuda que de fato me ajudou e me deu um gás. Sendo assim, recomendo muito que vocês leiam também, independente da sua área. 

Alguém aí já leu? O que achou? Me conta nos comentários! Se você ainda não leu e ficou interessado, compre através do meu link de afiliada da Amazon e ajude a manter este site.

Autor: Camila Mabeloop

Oi, meu nome é Camila Mabeloop. Sou jornalista, paulista, vegetariana e uma típica libriana, cheia de dúvidas. Mas algumas coisas são certas: sou apaixonada por livros, filmes, séries, chocolate e por passar horas CRIANDO.

Uma consideração sobre ““Grande Magia” um livro para você aceitar sua criatividade”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s